kastrupismo-capa-1000
kastrupismo-contracapa-1200

KASTRUPISMO | Guilherme Kastrup

R$25,00

Guilherme Kastrup relança, pelo Selo Circus, seu primeiro trabalho autoral: Kastrupismo. Um disco “instrumental com pegada de canção, experimental mas saborosamente pop; música para ouvidos livres”, na perfeita definição de Arnaldo Antunes.

Estética da colagem – O nome do álbum refere-se à maneira única e original de Kastrup fazer música. O Kastrupismo é uma brincadeira de cortar e colar que faz parte da vida do músico desde que adquiriu seu primeiro programa de gravação digital e o primeiro sampler. “A possibilidade de recortar, transformar e reorganizar os áudios me encanta”, revela Kastrup.

Como ponto de partida, um método de criação, denominado por ele de “reciclagem de áudios” – aproveitamento, manipulação e colagens de sons e ideias. Algumas composições do disco partiram de percussões gravadas para uma canção que, isoladas do contexto, tinham força própria. Outras, surgiram de poemas concretos, trechos de músicas e até de uma entrevista do Cartola, em que as palavras viraram jogos de sons. “Eu tinha a base e então, os amigos músicos vieram improvisar, acrescentando novos elementos que completaram o discurso”, explica.

Segundo Arnaldo Antunes, “Kastrupismo flui organicamente, entre riffs e ruídos, assobios e sopros, cordas e tambores. A estética da colagem lhe dá um caráter original que, conjugado à musicalidade espontânea dos fraseados e batuques, consegue nos embalar e surpreender a cada compasso”.

Kastrupismo revela, enfim, as muitas facetas de Kastrup: o percussionista visceral, o pesquisador de novos e tradicionais ritmos brasileiros, o produtor que organiza e lapida rascunhos, o compositor de texturas sonoras oníricas e o músico generoso e articulador de encontros que proporcionou as excelentes participações de Benjamim Taubkin , Edgard Scandurra, Kiko Dinucci , Ricardo Herz e Zé Pitoco entre outros.

Ao longo dos mais de vinte anos de carreira, Kastrup acompanhou diversos artistas como Zé Miguel Wisnik, Adriana Calcanhoto, Vanessa da Mata, Chico César e Arnaldo Antunes, com quem inclusive, criou uma parceria artística duradoura. Nos últimos anos, tornou-se requisitado produtor musical e se envolveu em projetos com Badi Assad, Bruno Morais, Andreia Dias, Zeca Baleiro, Márcia Castro, Banda Glória, Bruno Batista, entre outros.

Na opinião do parceiro Cacá Machado, Kastrup faz parte de uma geração de percussionistas e bateristas autores que construíram, de forma singular, no ambiente da música popular, um lugar único entre a música instrumental e a canção: música percussiva brasileira.

O encarte de Kastrupismo traz um pouco da história, do processo criativo e quem participou de cada musica para situar o ouvinte. “É um disco de paisagens que espero que desperte boas viagens”, conclui Kastrup.

2013 – 2016

 

Em estoque

Categorias ,

FAIXAS
1- Vento Bom
2- Brisa Breve (vinheta)
3- Marcela, cheguei
4- O Corpo
5- Tá Maluco, Rapaz?
6- Texto
7- Perdidos
8- A Vida é Assim (vinheta)
9- OOHH
10- Frevano
11- Penhasco (vinheta)
12- No Fim

PARTICIPAÇÕES
Benjamim Taubikin
Chico Correa
DJ Tudo
Edgard Escandurra
Gero Camilo
Gustavo Ruiz
Kiko Dinucci
Lu Lopes
Márcia Castro
Marcio Arantes
Paulo Tatit
Pedro Poli
Ricardo Herz
Rubi
Sacha Amback
Simone Julian
Suzana Salles
Tatá Fernandes
Thalma de Freitas
Thiago França
Zé Pitoco

Informação adicional

Peso 0.3 kg
Dimensões 20 x 20 x 5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “KASTRUPISMO | Guilherme Kastrup”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *